Diário de bordo

Adeus Mendoza, bem-vindo Atacama

Por em 16 de junho de 2016

Estávamos em Santiago felizes e contentes, animados para cruzar a fronteira novamente e seguir para Mendoza na Argentina onde esperávamos degustar muitos vinhos, mas, eis que uma forte nevasca caiu no paso fronterizo Los Libertadores e ficamos parados mais sete dias na estrada. Depois de muita espera e muita indecisão fomos parar no Deserto do Atacama e podemos dizer que foi o lugar mais surreal que já conhecemos.

O plano inicial era sair de Santiago  e cruzar para Mendoza por onde seguiríamos subindo a Argentina até o extremo norte na região da Quebrada de Humahuaca. Antes de partir o Jefferson foi dar uma olhada no site do paso fronterizo para ver as condições climáticas e se poderíamos seguir com a Baunilha sem maiores problemas, para nossa surpresa o paso estava fechado, mas como estava calor em Santiago achamos que logo abriria, por isso paramos em um posto de gasolina (Copec) que mais parecia um shopping e resolvemos dormir por ali.

Os dias foram se passando e as séries no netflix sendo zeradas, esperamos o máximo possível pela abertura do paso, o Jefferson queria muito passar por lá pois dizem ser uma vista incrível. Realmente pelas fotos dá pra se ter uma ideia da beleza que é o lugar, mas como vocês podem ver nas fotos abaixo estava sem condições nenhuma de atravessar, a nevasca foi tão forte que equipes de busca tiveram que resgatar os trabalhadores do paso que já estavam ficando sem comida por lá.
A foto da esquerda é como estava coberto de neve e a da direita em um dia normal.

image5756041a514e26.21090849
Resolvemos seguir viagem depois de sete dias parados no posto de gasolina, e depois de ver mais um comunicado avisando que o paso seguiria fechado por no mínimo mais uma semana.

Ok, problema resolvido certo, vamos continuar e atravessar no próximo?
Infelizmente ou felizmente não foi tão fácil assim, nessa altura do Chile e Argentina não existem muitos pasos fronterizos pois é preciso cruzar a cordilheira dos andes de um lado para o outro, e vamos combinar isso não deve ser tão fácil assim, por isso existem poucas travessias e nessa época estavam todas fechadas por causa da neve.

Por tudo isso fomos obrigados a seguir para o deserto do atacama, o último paso fronterizo para Argentina, depois disso só se quiséssemos ir para Bolívia. Como o velho ditado popular diz “a males que vem para o bem”, estamos nesse momento seguindo pelo Chile e as paisagens estão cada vez mais surpreendentes, a região de Antofagasta é incrível e estamos animados para o que o deserto irá nos reservar.

TAGS
POSTS RELACIONADOS
Day & Jefferson
Em algum lugar do mundo

Daianny Lima e Jefferson Bernardino foram acometidos pelo vício da viagem e desde então viajam o mundo em busca de novas descobertas e experiências, sempre contando suas novas aventuras aqui no Tripdelic!

FACEBOOK
Instagram
Something is wrong. Response takes too long or there is JS error. Press Ctrl+Shift+J or Cmd+Shift+J on a Mac.
NEWSLETTER
POSTS POR EMAIL

Receba nossos posts por email semanalmente, fique tranquilo não lhe enviaremos spam.