Diário de bordo

A polícia corrupta da Ruta 14

Por em 14 de abril de 2016

A alegria de entrar na Argentina acabou quando ficamos com 700 pesos a menos na carteira em plena ruta 14 e a certeza que o Brasil não é nem de longe o país mais corrupto que já conhecemos.

Quando começamos a planejar a viagem para Patagônia Argentina e Chilena lemos muitas coisas sobre os policiais corruptos da Argentina, mas os artigos eram de 2014 ou antes. Depois de muitos anos cobrando suborno dos motoristas, enfim deram a notícia que a corrupção havia acabado e que todos poderiam viajar despreocupados.

Infelizmente vimos com os próprios olhos que a corrupção não acabou, os policiais da ruta 14 continuam pegando dinheiro dos motoristas, principalmente dos brasileiros, de forma ridícula e descarada.

Nós que somos brasileiros e somos “acostumados” com corrupção ficamos surpresos da forma com que agem, são irônicos e  tiram sarro da nossa cara, como se fossemos idiotas.

Assim que entramos na ruta 14 fomos parados, a cada 100 km havia um bloqueio da Polícia de Entre Rios, eles param todos os carros  que não são Argentinos, principalmente os Brasileiros. A regra é exigir coisas que não existem e que não é necessário perante a lei, mas eles te chamam para uma salinha, te pressionam, ameaçam dar multas altíssimas e pedem um valor em dinheiro vivo para liberar o carro.

Fomos obrigados a pagar suborno duas vezes e nessa brincadeira deixamos 700 pesos com a polícia, o que dá em média R$175,00. A primeira vez que nos pararam foi exigido faixas  refletivas e adesivo com o limite de velocidade permitido para o carro, nesse bloqueio ficamos parados em média 40 minutos tentando negociar o preço do suborno que acabou ficando em 300 pesos.

Na segunda vez que nos pararam tínhamos acabado de sair de uma loja e acabamos esquecendo de ligar o farol, sim estávamos errados dessa vez, mas ninguém nos multou por isso, eles não queriam dar uma multa como qualquer policial honesto deveria fazer, eles queriam dinheiro vivo ali na hora e tivemos que desembolsar mais 400 pesos para poder seguir viagem.

Depois da Capital Buenos Aires os policiais corruptos não aparecem mais, então se você está pensando em ir de carro para Argentina tente não pegar  a ruta 14, não há nada de interessante para se ver no caminho e com certeza você vai perder alguns pesos para a polícia corrupta. O ideal seria descer do Brasil para o Uruguai e cruzar para Argentina de balsa (buquebus), assim dá pra evitar o suborno da ruta 14 e ainda dá para conhecer outro país.

Deixando claro que existem dois tipos de policiamento na ruta 14, os policiais de Entre Rios que são os corruptos, e os policiais da Gendarmeria que são super honestos e prestativos, com esses não há com que se preocupar.

Agora se mesmo assim você quiser vir pra Argentina pela ruta 14, acrescente na sua planilha de despesas o suborno para os policiais, porque já virou algo cultural da Argentina, todos sabem mas ninguém faz nada para acabar com isso.

TAGS
POSTS RELACIONADOS
Day & Jefferson
Em algum lugar do mundo

Daianny Lima e Jefferson Bernardino foram acometidos pelo vício da viagem e desde então viajam o mundo em busca de novas descobertas e experiências, sempre contando suas novas aventuras aqui no Tripdelic!

FACEBOOK
Instagram
Something is wrong. Response takes too long or there is JS error. Press Ctrl+Shift+J or Cmd+Shift+J on a Mac.
NEWSLETTER
POSTS POR EMAIL

Receba nossos posts por email semanalmente, fique tranquilo não lhe enviaremos spam.