Reflexões

A viagem acabou. E agora?

Por em 24 de janeiro de 2017

Depois de 100 dias rodando por aí eis que chega o fim da nossa viagem, aquele momento onde a bad bate, a felicidade de encontrar a família chega e você se pega perdido em meio a tudo isso sem saber o que fazer.
Voltar  para casa é ótimo, mas a sensação de encerrar uma viagem que estava sendo tão maravilhosa chega a doer.

 É triste pensar que não vamos mais dormir em postos de gasolina, que não vamos mais passar noites de extremo frio, que não vamos mais explorar essa América do Sul lindona que tanto amamos.

Depois de alguns dias em casa já estou com saudade de “falar” espanhol, estou com saudade de tomar banho em posto na beira da estrada, saudade de fazer um macarrão top e tomar muitas garrafas de vinho, saudade das medias lunas da Argentina, de tomar meu chá quentinho enquanto observo a paisagem pela janela, saudade de escutar cumbia no rádio e saudade de viver um mundo novo a cada dia.

giphy

A vontade de continuar a viagem foi muito grande, queríamos esticar pra Bolívia e quem sabe de lá subir um pouco mais. Infelizmente alguns imprevistos no caminho fizeram nossa grana ir mais rápido do que o esperado e viajar de carro não sai barato. O fato é que a viagem acabou, voltamos para realidade mas trouxemos na bagagem muitas ideias para começar uma nova jornada.
Enquanto alguns procuram a “sonhada” estabilidade no serviço, estão pensando no casamento e planejando filhos, nós, rotulados como “malucos” estamos planejando a próxima viagem.

giphy1

Há quem diga que achamos que o mundo é um “conto de fadas”, que não queremos responsabilidades, que gostamos da vida mansa e um dia vamos quebrar a cara e cair na real. Para essas pessoas eu queria apenas pedir perdão, perdão por não querer me acomodar em um emprego fixo e sonhar com filhos, por não seguir o “padrão”, por não apenas aceitar meu destino. Acontece que para mim, “vida mansa” é ter a mesma rotina todos os dias e não vivenciar as surpresas e “conto de fadas” é uma família feliz de comercial de manteiga.
O que faço hoje eu chamo de VIVER, experimentar coisas novas, arriscar, conhecer e explorar. A fórmula de família feliz eu já conheço e sei que não é pra mim, eu quero correr riscos e ter orgulho de conquistar meus sonhos.

Então apenas pare e pense, ser fora do padrão ou a “ovelha negra” da família, talvez seja uma baita qualidade e não um defeito!

TAGS
POSTS RELACIONADOS
Day & Jefferson
Em algum lugar do mundo

Daianny Lima e Jefferson Bernardino foram acometidos pelo vício da viagem e desde então viajam o mundo em busca de novas descobertas e experiências, sempre contando suas novas aventuras aqui no Tripdelic!

FACEBOOK
Instagram
Something is wrong. Response takes too long or there is JS error. Press Ctrl+Shift+J or Cmd+Shift+J on a Mac.
NEWSLETTER
POSTS POR EMAIL

Receba nossos posts por email semanalmente, fique tranquilo não lhe enviaremos spam.